17 de jan de 2011

Retrato

Podemos começar pelo que a maioria das pessoas pretende de um retrato, que este seja reconhecível, bastante atraente e que mostre o lado mais agradável da sua personalidade e fisionomia. É o tipo de declaração do fotografado “Eis o que sou, e este é o meu aspecto”.

Não irei falar de fotografia de pose, mas de fotografarmos rostos. Simplicidade é a palavra-chave. O rosto humano é super interessante, sem termos que aplicar grandes técnicas fotográficas complicadas ou composições invulgares. Um dos truques para se conseguir uma imagem simples mas com grande impacto visual, é, sermos capazes enquanto fotógrafos de encorajar as pessoas a descontrair e agir normalmente para não se fixarem em poses.

Um retrato não tem de ser captado em condições controladas de iluminação avançada e planeada. Muitos dos melhores retratos que já vi são fruto do espontâneo, porque o fotógrafo soube aproveitar a oportunidade, e com o digital não temos nada a perder.
Não vai haver nenhum fundo com que tenhamos de nos preocupar, nem linguagem corporal ou roupa que irá dominar a fotografia. O outro lado da moeda é que iremos ter pouco espaço para erros na composição, focagem, iluminação ou expressão. Esta ultima de facto irá dominar a imagem.

Existem milhares de maneiras de compormos um retrato de maneira a que este se concentre no rosto, por vezes o mais usual é fazermos um enquadramento vertical, mas também podemos ignorar essa regra e fazermos enquadramentos horizontais, até mesmo cortando a parte de cima da cabeça do fotografado, pode ser interessante e vai aumentar a atenção do observador nos olhos dentro do enquadramento, para onde se dirige o olhar, o seu brilho e como estão iluminados, são pontos vitais para o sucesso da imagem. Estes deverão estar nítidos. Uma teoria afirma que se deve focar sempre no olho mais próximo, outra diz que deverá ser o que está mais iluminado. Mas será apenas uma questão de gosto pessoal, o que é importante é manter o ponto de focagem num ou ambos os olhos.

Posteriormente falarei sobre alguns aspectos técnicos, como a iluminação, objectivas e profundidade de campo a aplicar a este tipo de fotografia.

Aqui ficam alguns exemplos de enquadramentos verticais e horizontais.





J.Grilo fotografia
http://www.jgrilofotografia.com

http://olhares.aeiou.pt/jgrilofotografia

http://jgrilofotografia.blogspot.com

0 comentários: